Esses maduritos que antanho eram revolucionários – Ao respeito do despejo do CSOA Escárnio

Por O gajeiro na gávea

“Houve um tempo em que defendi a violência com fins políticos, porque o contrário me parecia uma ingenuidade. Hoje não defendo mais a violência mas vejo que as pessoas que o fazem ainda pensam que os demais somos parvos. Dito isto, fora a brutalidade policial!” (recolhido dumha rede social)

18740217_1421770054567941_475061973699647730_nTra-la brutal carrega dos cocainómanos da brigada antidistúrbios, que ao entender dum dos seus responsáveis nom vinheram preparados (??; e digo eu, que levariam de esta-lo? além das escopetas de balas de bolacha e botes de fume? ametralhadoras?? lança-chamas?? lança-mísseis?), na virtualidade da rede houvo um feixe de expressons de raiva e impotência e de fraternal solidariedade coas despejadas. Mas tamém houvo vozes que o único que lhes preocupou desta história é o mal papel que lhes tocou suportar ao alcaide e resto de membros da Compostela Aberta por culpa das manifestantes violentas, a quem acussam, sem rubor, de ser cúmplices dumha campanha orquestrada de desgaste, organizada polo PP e falsimédios vários (!!!):

“Eu acho de idiotas colocar-se diante da polícia sem ir armado e disposto a disparar. Agora acho de mais idiotas ser os aliados inconscientes das provocações da polícia a serviço do PP, para conseguir que a imprensa a serviço do PP tenha umas fotinhos borrokeiras muito úteis…” (recolhido dumha rede social)

Sim índa que tratem de disimula-lo, isso é o que buscam essas vozes sinistras (ou seria milhor denomina-las “destras” dada sua similitude co pensamento da extrema direita): Criminalizar as okupas, além de insulta-las, por ir pertrechadas e preparadas para o combate corpo a corpo; algo que seria de idiotas nom fazer dada a brutalidade empregada no transcurso da manhá.

O triste é comprovar que essas palavras vam ditadas por gente que, umha vez deixada atrás sua etapa de juventude rebelde, pretendem ser agora uns sábios e dam aulas democráticas de como se devem fazer as coisas para muda-las e olham para a juventude que vem detrás fazendo-lhes velhos, com o mesmo olhar acusador e tristom das remisas que nom querem que ninguém lhes incomode no seu passear cansino pola vida; e tudo por por ter queimado um par de contentores em resposta a brutalidade policial. Pobres assimiladas!! Quanto tenhem que se esforçar em justificar o injustificável..

O pior de se converter num assimilado é que tês que renunciar a tudo quanto crias de novo e passar a ser um senhor (ou umha senhora) que deixou de sonhar com muda-lo mundo para crêr-se capaz de muda-lo desde umha poltrona e desde lá dar liçons de sábios-nécios.

Nom sei se hoje de novo enchiram seus muros das redes sociais com novas aulas de como ser umha boa cidadá e nom anojar ao nosso alcaide. Igual índa tenhem algo que dizer ao feito de que entre 800 e 1000 pessoas mobilizáram-se à tardinha de ontem para denunciar a pé de rua os episódios policiais de repressom e o despejo violento do CSOA Escárnio e Maldize, demonstrando assim sua capacidade de reaçom ao terror policial e a campanha de criminalizaçom da protesta. Ou igual hoje calarám porque nom houvo contentores queimados.

Eu que já passei bem dos 50 anos de vida sego tendo o mesmo ánimo de luita por mudar o mundo que quando tinha 17 (ainda que nom a mesma condiçom física para da-la batalha) e por momentos sínto-me um becho raro entre a juventude rebelde; sei dalgumha (bem poucas) gente da minha quinta (e mesmo minores) que se sintem coma mim e suponho que o mesmo lhes passará ás poucas pessoas que, chegando a umha idade considerada “adulta”, seguem participando dos protestos na rua (e nom estou a falar de passeatas partidárias e organizadas baixo serviços de ordem com faixa cabeceira de ilustres) porque nom mudou nada, absolutamente nada o mundo repressivo no que vivo.

E sínto-me raro porque igual nom acadei essa sabiduria que se supom que tês que acadar quando já deixas-te atrás os 35 anos e que te permite passar a ser um assimilado sem que te caia a cara de vergonha. E mesmo chegues a sentir-te tam por riba da juventude que nom só impartes leçons, senom que lhes chamas idiotas e lhes acusas de cair nas trampas do PP para desprestigiar tua nova visom partidária e egoista que te permite focalizar tudo na defessa dos postos acadados no reparto do pastel de governos e governinhos e negar seu colabouracionismo co gram Capital e seu sistema de vigiança e control da povoaçom; e assim evitar enfrontrar os grandes problemas da humanidade como a fome, as guerras, os grandes negócios de armas e medicamentos, ou falar dos valos e muros que reforçam as absurdas fronteiras.

É o que tem ser um idoso idiota!!


– A 1ª imagem foi colhida de “Bruno Trasancos”

– A 2ª proposta de lifting de “Gonzalo Vilax”

– A 3ª foto é de “Laura Bugalho Joana Beltranexa”

Fotos recolhidas dos falsimédios das imagens facilitadas dos 6 polícias feridos (por mais que busquei nom atopei outras,  pelo que suponho que devem ser estas as lesions mais gravíssimas):

Advertisements

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s

%d bloggers like this: