A polícia é necessária?

A polícia é necessária. Pelo menos é o que nos é dito. E de que se assim não fosse, os seres humanos aniquilar-se-iam uns aos outros. Ou, pelo menos, cometeriam actos horríveis entre si. Mas no fundo o que estes argumentos expressam é uma desconfiança profunda em relação a outros seres humanos. Por isso, a certo grupo de seres humanos é-lhes dada uma educação baseada na violência, são organizados como uma milícia armada e são enviados para as ruas pensando que os seus actos não terão resposta. Desconfia-se do outro, para que uns poucos tenham carta branca para cometer actos de violência e obter poder sobre os restantes. Estranha forma de pensar.

Será que esperamos que a polícia seja moralmente superior ao resto da humanidade? Serão eles melhores seres humanos que nós? Serão eles extra-terrestres? Não servirão eles os seus próprios interesses ou os dos seus patrões? Não é isto que, precisamente, se passa e o que ,inevitavelmente, se passará? No final, não passam de seres humanos: seres humanos a quem legalmente se permite que exerçam violência sobre outros humanos. A violência legal, a violência do Estado, serve certos interesses. Podem-se chamar a estes interesses democracia, maioria, opinião pública ou regime, elite, nação; mas eles são-nos impostos. Se assim não fosse, o Estado não precisaria do monopólio da violência. Historicamente, a lei e a justiça são somente ferramentas do Estado para a polícia manter a ordem, isto é, a sua autoridade sobre a sociedade.

Sabotar o monopólio da violência – a base da opressão – é um acto libertador, que corrói a arrogância e a posição de poder do Estado. Ao fim e ao cabo de quem desconfiamos é daqueles que tentam exercer poder sobre outros. À sua própria violência, o Estado chama lei; mas à do indivíduo chama crime.

Por DiOspirO

Advertisements

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s

%d bloggers like this: