“Um que quer queimar o Parlamento”

descarga

No final do século XIX e começo do XX, em meio de um cenário internacional (Estados Unidos, França, Rússia ou Espanha) repleto de atentados anarquistas ou de grupos niilistas, e suas intrigas e mistérios: atentados provocados pela mesma polícia, infiltrados ou conspirações. A imprensa revolucionária se viu influenciada por aquele ambiente.

Surgiram periódicos todos os dias que se converteram em vozes das ideias libertárias ou socialistas. Estes periódicos, a maioria precários e impressos clandestinamente, eram financiados por subscritores que, na realidade, eram simpatizantes do movimento que desejavam permanecer no anonimato. Tinha sentido: os redatores eram frequentemente perseguidos e encarcerados. Geralmente, as últimas páginas destes periódicos incluíam os “nomes” dos que o haviam financiado. Jamais aparecia a identidade real. As alusões e adjetivos, os pseudônimos e imitações, eram frequentes.

As listas de subscrição foram todo um clássico da diagramação da imprensa. Estas listas, ademais, refletiam uma escrupulosa política contábil, que consistia em publicar cada um dos aportes econômicos realizados pelos subscritores, com um aproveitamento total do espaço impresso para a propaganda. Daí que aproveitando os benefícios do anonimato, muitos leitores escolhiam nomes doutrinários ou segundo a moda libertária do momento, pois os nomes mudavam o mesmo que as bandeiras.

Que podias encontrar nestas listas de subscritores? Isto mesmo, segundo referências que tiramos de periódicos anarquistas de Buenos Aires ou Barcelona:

Un aficionado a la explosión”, 0.50 centavos

Un dinamitero”, 0.25 centavos

Uno que destruye”, 0.50 centavos

Una bomba a los papas habidos y por haber”, 0.20 centavos

Dinamita en las iglesias”, 0.50 centavos

Uno que quiere quemar el Parlamento”, 0.50 centavos

Un desconocido”, 0.30

Uno que ama las explosiones”, 0.10

Uno al que le falta la pata” 0.20

Un desgraciado”, 0.14

Un descamisado”, 0.30

Un anti-burgués”, 0.20

Tots per la libertad”, 0.15

Un espiritista”, 0.20

Un irredento”, 0.50

 

Fonte: http://www.agenteprovocador.es/publicaciones/periodicos-clandestinos

Tradução: Agência de Notícias Anarquistas-ANA

Advertisements

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s

%d bloggers like this: