[México] Desde a tempestade

mexico-desde-a-tempestade-1

Comunicado Conjunto do Congresso Nacional Indígena e do EZLN sobre o covarde ataque policial contra a Coordenadoria Nacional de Trabalhadores da Educação e a comunidade indígena de Nochixtlán, Oaxaca.

20 de junho de 2016

Ao Povo do México.

Aos povos do Mundo:

Diante do covarde ataque repressivo que sofreram os professores, professoras e a comunidade em Nochixtlán, Oaxaca, – com o qual o Estado Mexicano nos lembra que isso é uma guerra contra todos e todas -, os povos, nações e tribos que integram o Congresso Nacional Indígena e o Exército Zapatista de Libertação Nacional dizemos aos educadores que não estão sozinhos, que sabemos que a razão e a verdade estão do seu lado, que a dignidade coletiva com a qual fazem sua resistência é inquebrável e essa é a principal arma dos de baixo que somos.

Repudiamos a escalada repressiva com a qual pretendem impor em todo o país a reforma neoliberal capitalista a qual chamam “educacional”, principalmente nos estados de Oaxaca, Chiapas, Guerrero e Michoacán. Com ameaças, perseguições, golpes, prisões injustas e agora assassinatos que querem dobrar a dignidade dos educadores em rebeldia.

Chamamos a nossos povos e a sociedade civil em geral para estar com os educadores que resistem em todos os momentos, para nos reconhecermos neles, pois a violência para retirada de direitos trabalhistas básicos com o propósito de privatizar a educação é um reflexo da violência com a qual estão destruindo os povos originários, os povos camponeses e urbanos.

Aqueles que se regojizam no poder decidiram que a educação, a saúde, os territórios indígenas e camponeses, e inclusive a paz e a segurança, são uma mercadoria para quem pode pagá-la, que os direitos não são direitos, mas produtos e serviços que se queimam, se jogam fora, se destroem e se negociam de acordo com o que diz o grande capital. E pretendem impor esta aberração de maneira sangrenta; assassinando e sumindo com noss@s companheir@s, enviando a prisões de segurança máxima noss@s porta-vozes, fazendo da tortura descarada a mercadologia governamental e, com ajuda dos meios de comunicação pagos, criminalizando o mais valioso da sociedade mexicana, ou seja, aqueles que lutam, que não se rendem, que não se vendem e que não desistem.

Exigimos o cessar da repressão contra os educadores em luta e a libertação imediata e incondicional de TODOS os presos políticos.

Convidamos a todos os povos do campo e das cidades a estarem atentos e solidários com a luta dos educadores, a organizarmos de forma autônoma para estarmos informados e alertas diante desta tormenta que cai sobre todas e todos, sabendo que uma tormenta, além de tempestade e caos, também faz fértil a terra da onde nasce sempre um mundo novo.

Desde as montanhas, campos, vales, desfiladeiros e bairros dos povos, nações e tribos originárias do México.

Nunca mais um México Sem Nós!

Congresso Nacional Indígena.

Exército Zapatista de Libertação Nacional.

Fonte: http://enlacezapatista.ezln.org.mx/2016/06/20/desde-la-tempestad/

Conteúdo relacionado:https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2016/06/22/mexico-apesar-da-repressao-seguiremos-indo-as-ruas-texto-sobre-as-detencoes-no-dia-20-de-junho/

Advertisements

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s

%d bloggers like this: